domingo, 14 de outubro de 2007

Jack in the Box 4 - unwrap

A questão do espaço web está resolvida, e finalmente tenho todos os filmes online, hospedados num servidor no meu local de trabalho.

Quanto ao senhor Jack, com o unwrap concluído aproxima-se a fase de modelação dos detalhes hiper-realistas, que é a parte mais divertida. Mas antes disso vou ainda modelar a caixa, a mola, o ursinho de peluche, a bola e o quarto. É possível que entretanto acrescente um ou outro pormenor que me pareça interessante.

Relembro que esta ilustração vai ser enviada para a revista 3D World na esperança de aparecer lá num cantinho ridículo e minúsculo com o meu nome, coisa que me irá tornar insuportavelmente convencido nos três meses seguintes, embora nem por isso mais rico. O mais provável porém, é que o Jack não apareça em lado nenhum e eu me tenha que tornar insuportavelmente convencido por outra razão qualquer.

Download para iPhone

Jack in the Box 4 - unwrap
Jack in the Box 3 - modelação base
Jack in the Box 2 - plano de modelação
Jack in the Box 1 - silhueta

15 comentários:

Abobrinha disse...

Herr Krippmeister

Está um espectáculo! Tens uma paciência e uma atenção para o detalhe loucas!

Quanto ao andares todo peneiroso uns tempos, não te preocupes que a malta dá conta do assunto!

Allanah disse...

LOL. Eu sei que nao vai ficar assim, mas tah tao lindo todo aos quadradinhos!!! Nao vi os videos, sorry... Mas ja todos sabemos que tens jeitinho com as maos! (no computador claro!!)

joana disse...

Tá um espetaculo!!

Adorei o pormenor do canal lacrimal do olho e da boca!
Show!!!
Agora queremos o resto!

Abobrinha disse...

Allanah

Então o rapaz passa horas a fazer filmezinhos para mostrar ao povo e tu só vês o resultado final? Toca a ver os filmes, se faz favor! É que só aí se vê (leia-se: se tem uma ideia) a quantidade de trabalho envolvida. E é o mínimo!

Olhar por olhar, olhei eu o
s bonecos do Dali no palácio do Freixo (que é o máximo) aqui por cima (Gondomar, embora a exposição se chame "Dali no POrto").

Dito isto, eu ainda estou meia loura...

Krippmeister disse...

"LOL. Eu sei que nao vai ficar assim, mas tah tao lindo todo aos quadradinhos!!! Nao vi os videos, sorry... Mas ja todos sabemos que tens jeitinho com as maos! (no computador claro!!)"

Tenho esperança que os criativos da Triumph me contratem para pintar a Cláudia Vieira aos quadradinhos...

Abobrinha disse...

Herr Krippmeister

Aos quadradinhos??? Como é? Isso era um pedaço abaixo do que consegues fazer! Era giro era fazer um tipo de pintura corporal tipo a Rebecca Rojmin (ou lá como a criatura se chama) nos X-Men... sabes naturalmente que ela não tinha propriamente guarda-roupa... era mais tipo... tinta e muito pouco mais.

Agora imagina isso em pintura cheia de pormenores... horas e horas de trabalho... parece-te bem? Tinhas era que subornar o fotógrafo para queimar umas fotografias, de modo a exigir várias sessões fotográficas!

Joaninha disse...

Herr Kripp
Quase que aposto que esse filme tria mais do que 15 minutinhos, certo?
hihihihihi!
Claro que as visitas ao teu blog iam disparar até um numero astronomico;)

Artur disse...

Bruno,
Tudo bem?

Mas que surpresa estes videos. Vi-os todos e adorei aprender os conceitos e ver como se trabalha.

Se a 3D World não te der lá o cantinho, eu vou lá falar com eles, ok??

Um abraço,
Rei Artur

Krippmeister disse...

Artur mai man! Como é, tudo bem? Pois, se eles sabem que tu lá vais dão-me a revista toda.

Joaninha, a minha ideia era paintar a Clauducha durante horas. Uma onda mais tântrica. Quadradinho a quadradinho por aí a fora...

Joaninha disse...

Herr Krippmeister
Imaginei que sim, que essa era a tua ideia:)

Anónimo disse...

Bruno,
tu já sonhas aos/com quadradinhos? Que paciência, já percebi que o talento não chega (não que eu o tenha ...)
Beijos
Cristy

O Bocas disse...

Aprendi alguma coisa. Nas modelar modelos orgânicos continua-me a ser impossível. Uma cara há de ser sempre complexa. Nos modelos inorgãnicos, há tambem aquela questão do detalhe, mas um modelo inorgânico é sempre composto por formas simples fundidas.
Gostaria que experimentasse o Anim8or, não sei se conhece. O site é www.anim8or.com. É o software que eu uso. Gostaria de ver esse software nas mãos de um profissional.

Krippmeister disse...

Bocas, bem vindo ao Krippart.

Nunca experimentei o Anim8tor, mas fui visitar a página e li uns tutorials e as features. Se bem entendi o programa é um projecto pessoal de um programador da NVidia, e como tal é interessante, mas será talvez um pouco limitado anível do suporte e desenvolvimento porque o coitado do senhor não deve conseguir programar ininterruptamente.
Não sei qual será a dimensão da comunidade de utilizadores do Anim8tor, mas quanto maior, melhor será a documentação e a possibilidade de encontrar apoio online para tirar dúvidas e resolver problemas. Na minha experiência aprendi que isso é mais importante que qualquer ferramenta sofisticada que o programa tenha.

Se está interessado em explorar novos horizontes no 3D, sugiro que experimente o Blender. É uma aplicação gratuita mas extremamente completa, com uma grande comunidade de utilizadores. E é completamente cross-platform, funciona em Windows, Mac OS, Linux, Solarix, FreeBSD, Irix, o que quiser.

O Bocas disse...

Caro krippmeister:

A comunidade do Anim8or está a crescer e não é muito pequena. Os manuais que até agora ví não eram grande coisa. Se tivesse tempo escrevia um em Portugês a ensinar modelagem inorgãnica com todas as ferramentas.
Tambem já experimentei o Blender, mas meramente a nível superficial (mais a nível de import/export aquando o degub dos materiais do wavefront que fiz para o programador do Anim8or). No entanto, o Blender ocupa um espação na caneta e queixa-se um bocado do "disco rigido" em que está guardado.
Até agora, já dei duas sugestões que vão ser implementadas na próxima versão do Anim8or. O programador está interessado em recolher sugestões, visto que está a atrasar o lancamento da próxima versão. Por isso, na qualidade de modelador profissional, aproveite, dado que a sua experiencia será um grande auxílio ao desenvolvimento do programa. Também há a possibilidade de adicionar scripts para fazer todo o tipo de trabalhos. O distort que usou no Jack (não sei se a ferramneta tem esse nome, seria muito útil para fazer as caras assimétricas.

Anónimo disse...

E mais, quando?
Cristy