sexta-feira, 24 de agosto de 2007

Jack in the Box 1 - silhueta

O primeiro post do Jack in the Box, com direito a seca em formato de vídeo e tudo.
Esta primeira fase consiste numa série de ensaios rápidos só a nível da silhueta. Começar por produzir uma silhueta visualmente interessante garante uma boa base para a produção dos planos do modelo, e consequentemente, para o modelo final. A imagem mostra o resultado final desta fase.



Neste primeiro clip da série, pode acompanhar-se o meu processo de experimentação e erro, trabalhando digitalmente numa Wacom Intuos 3 em Photoshop. O mesmo processo pode ser executado em papel e marcador, mas a flexibilidade e facilidade de edição do formato digital são vantagens importantes nesta fase.

O passo seguinte será usar a silhueta final como referência a nível da forma e proporções para desenhar os planos de modelação do Jack, as vistas frontal e lateral do modelo.

Download para iPhone

Jack in the Box 1 - silhueta (reeditado a 26/08/07)

24 comentários:

Miguel Krippahl disse...

achas mesmo que alguém tem 23 minutos pra ver o video?
comprime, pá.

Abobrinha disse...

Miguel

Acho que a culpa é minha: disse-lhe que um resumo era qualquer coisa como

2 245 palavras
10 471 caracteres (sem espaços)
12 709 caracteres (com espaços)
195 linhas
6 páginas

... e ele como é bom menino acreditou em mim e debitou 23 minutos. Que hei-de ver (quero ver como se faz, a sério!), mas agora não.

Abobrinha disse...

Herr Krippmeister

De facto, uma figurinha por outra não matavam ninguém! Mas vou ver.

Ludwig Krippahl disse...

Faz um esquema escrito com o que queres dizer, e depois não saias daí durante a demonstração. O problema é que uma coisa puxa a outra e acaba por ficar um bocado disperso.

Sugeria também que fizesses a narrativa à parte, e editasses o video para encaixar com a explicação. Dá mais trabalho, mas é para isso que serve o tempo do artista :)

Joaninha disse...

Olha eu vi os 23 minutos repartidos em duas secções.
Acho boa a sugestão do Ludwig.
Mas isto é giro, fica-se com uma ideia do que é fazem esses senhores que passam o dia a fazer bonecos :)))

Miguel Krippahl disse...

Acrescentando (isto de opinar sobre o trabalho dos outros até é giro, eu até dava pra chefe):
fazes o filme, reproduzes no dobro (ou triplo) da velocidade ao mesmo tempo que fazes a narrativa.

Allanah disse...

Hmmm, very interesting mas... muito comprido sim. Nao vi os 23 minutos, vi algumas partes, fui chegando para a frente e tal... tou curiosa em relaçao ao resultado final! :)

Krippmeister disse...

Fixe... por acaso ninguém se lembrou de comentar sobre a merda do desenho não?

É possível que este seja o único filme que faça. As próximas fases ainda são mais demoradas. Mas se tiver paciência ainda corto este.

Abobrinha disse...

Herr Krippmeister

O blogger anda a sabotar-me: já é o segundo comentário que me come! E olha que era comprido de carago! Mmmm... teria sido por causa disso?

De qualquer modo ultimamente é só vacas no milho: volta e meia a ligação cai sem motivo nem padrão nenhum!

Vou tentar lembrar-me do que escrevi.

Abobrinha disse...

(definitivamente era o tamanho. Segue em prestações)

Ora bem, só agora tive tempo para ver o vídeo e retiro o que tinha dito: foi melhor ver o processo todo e a evolução dos bonecos.

Acho particularmente impressionante como desenhas enquanto o diabo esfrega o olho! Suponho que seja natural: és um artista. Mas eu sou uma alma simples e impressionável. Inocente até! (Poooooooooooois...)

Não percas tempo a cortar filme nenhum: atira-te às próximas fases e aí pensa em como melhor podes aproveitar as sugestões que te deram. Estou também a ser interesseira: quero ver o resultado final o mais rápido possível! Espero que funcione!

Pela minha parte reafirmo a minha falta de jeito pelas rapidinhas: basta ver a gaffe que dei no blogue do Ludwig porque estava a ver o vídeo e a fazer mais 50 coisas. Moral da história: não dei conta que era no gozo! Às vezes faço coisas destas!

Abobrinha disse...

(segunda parte)

Dito isto, acabei de acabar de dar uma rapidinha por € 40 (é capaz de ser necessário mais outro tanto). À confiança! Claro que ainda não vou dizer o que é, mas aviso já que para rapidinha vai-me durar o fim de semana inteiro. Mesmo as rapidinhas são relativas, como se pode ver.

Reparei que tinhas umas silhuetas bestiais na tira inicial. Já fizeste alguma coisa com elas? Mooooooooooostra!

O boneco final está bom, mas não consigo ainda avaliar o resultado final. O cabelo do Jack parece-me bem e o teu penteado também (e dá menos trabalho a modelar os cabelos, que realmente parece complicado).

Abobrinha disse...

Agora eu: a rapidinha vai levar-me longe e deixar-me acordada até altas horas da matina e aos gritos muito possivelmente.

É ainda possível (e altamente provável) que me deixe toda molhada. Pelo menos os cabelos!

Vou complementar a falta de peso de uns e o excesso de outros e vai ser importante que a protecção seja justinha e quentinha. Mas não apertada demais, senão nem dá prazer. Mas larga também não (apesar de ficar mais molhada, estranhamente).

Não sei como vai ser com os pés. Espero que não atrapalhe, mas acho que não posso ir de salto alto.

Estranhamente isto vem na sequência de uma tampa que levei de uma outra rapidinha.

Espero que não doa: é a minha primeira vez!

Aposto que não adivinham o que é!

Abobrinha disse...

E é à noite!

Allanah disse...

AHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA!
Lindo... não faço ideia o que seja mas a quantidade de parvoice que ja me veio a cabeça chegou para ficar horas a rir e a imaginar cenarios alucinantes... LOL(e nao, nao estou a ser ordinaria!!)

Krippmeister disse...

Abobrinha, eu vou arriscar que é uma cena do tipo rafting nocturno (não sei se isso existe) ou uma actividade aquática desse calibre.

Quanto ao filme, eu realmente tentei cortar e dá para cortar uns minutos, mas para fazer realmente diferença seria preciso gravar de novo a narrativa. Eventualmente penso nisso. Por agora preocupa-me mais o facto dos restantes filmes serem ainda mais demorados, devido à complexidade das fases que ilustram.

Abobrinha disse...

Herr Krippmeister

Bão te esqueças de jogar no euromilhões esta semana: é isso mesmo! No rio Minho! Já estava para fazer isto há ANOS!!!

Liguei mesmo agora para a Pousada da Juventude de Melgaço e pelos vistos há lá empresas de actividades radicais até vir o homem da fava rica. Fiquei curiosa!

Se eu morrer hoje à noite, saibam que foi um prazer "conhecê-los".

Ludwig Krippahl disse...

Eu comentei a apresentação porque já tenho alguma prática nisso. Fazer e explicar como se faz são coisas muito diferentes, e lido diariamente com essa dificuldade.

Quanto ao boneco só posso dizer que está giro, que me parece contribuir menos para o processo criativo que o tempo que perdeste a ler este parágrafo :)

Abobrinha disse...

Herr Krippmeister

Vim só cheirar antes de partir para a aventura (uma das duas: a primeira vai ser chegar a Melgaço, o que para uma criatura com o meu sentido de orientação não é linear).

O boneco assim maiorzinho ainda parece mais delicioso! Afinfa-lhe e esquece o cortar o filme! Já foi! Esquece!

Abobrinha disse...

Ludwig

Há duas abordagens:

1. Tentar simplificar e honestamente fazer com que se perceba a mensagem, de modo a ser apelativo e se entender qualquer coisa.

2. Tentar que pareça tão denso e tão genial que pareça denso e genial... e ninguém entenda (autor incluído) mas tenha vergonha de o dizer alto e bom som. O Herr Krippmeister deu o nome técnico a isto: C.A.G.A.

Eu, como sou crente, tento a primeira. Mas com o não sou santa, às vezes dou uma perninha no segundo.

E tu?

Até domingo à noite... I hope...

Abobrinha disse...

Eu não digo que eu e as rapidinhas não nos entendemos? Por motivos de segurança (trovejava e relampejava indecentemente), a actividade foi cancelada. Pena! Mas eu não queria morrer e o instrutor também não (ainda bem!).

Mais tarde conto-vos as minhas desventuras (ilustradas) em Melgaço. E, como disse um padre da minha paróquia, obrigada a todos os que rezaram por mim. Ficam a saber que eu não rezei pelo home, por isso escusam de se sentir culpados.

Abobrinha disse...

Herr Krippmeister

Atendendo à reedição, não estou a ver em que diferem as tuas rapidinhas das minhas! Não estou a dizer que seja um defeito! Só estou a constatar!

Joaninha disse...

Ópá Krippmeister, queremos mais filmes!!!

O desenho está fantastico. O tipo está assim com uma "carinha" muito sadica mas ao mesmo tempo tem um certo "encanto". Ou então sou eu que sou um bocado doida, tmabém é possível :)

Queremos mais!!!

Patricia disse...

Mas que crescido está o meu Bruno... já faz videos e tudo!

É sempre bom ouvir a tua voz.

(Quanto ao desenho comento depois, pode ser? De qualquer modo já sei que tens talento de sobra)

*****

Krippmeister disse...

Sôtora Patrice! Seja bem regressada.

Está um discurso um pouco disconexo, mas é o melhor que se arranja. Em breve posto mais um boneco com a repectiva video-seca.

Chuac!